Clique na imagem e veja minha biografia completa.

Neurofeedback a técnica terapêutica que substitui medicação e autorregula o funcionamento cerebral


Também conhecido como EEG Biofeedback, o Neurofeedback é um processo de estimulação das capacidades naturais de desenvolvimento e regeneração do cérebro. Em várias situações clínicas, permite corrigir anomalias e melhorar de forma duradoura o funcionamento do cérebro por meio da neuromodulação autorregulatória. 

Esse tratamento não tem nenhum efeito medicamentoso e muito menos invasivo no cérebro. Ele é responsável por estimular as habilidades naturais do cérebro, regulando e desenvolvendo suas potencialidades, corrigindo distúrbios, o que contribui para um melhor desempenho cognitivo e comportamental. É feito por meio de sensores que captam sinais elétricos provenientes dos neurônios, sendo decodificados e processados por um software especializado. Com isso, o funcionamento do cérebro pode ser acompanhado em tempo real pela tela de um computador. A partir de então, a pessoa vai aprendendo, por erros e tentativas, a levar o cérebro a uma transformação. 

O tratamento com neurofeedback é completamente natural e não invasivo, ou seja, o paciente não recebe nenhum tipo de irradiação elétrica ou magnética do equipamento. Eletrodos são colocados sobre o couro cabeludo para a captação das emissões elétricas dos neurônios, que pulsam dentro do crânio. Por meio de cabos, estas informações elétricas são enviadas a um computador. Tal terapia permite que o paciente trabalhe diretamente no problema, treinando o cérebro para se tornar menos impulsivo. Ao reduzir os padrões do cérebro demasiado rápido e demasiado lento, como ocorrem, por exemplo, no cérebro de alguém com TDAH, o neurofeedback ajuda o paciente a assumir o autocontrole, sendo, portanto, uma alternativa para pessoas que não respondem aos tratamentos convencionais ou que não toleram os efeitos colaterais das medicações. Para tais casos, esta técnica apresenta inúmeros pontos positivos quando comparada com outras formas de tratamento.

Todo tratamento medicamentoso quando bem acompanhado e administrado tem níveis de eficácia e é capaz de produzir os resultados positivos a que se propõe. Mas há diferenças importantes. As alternativas não medicamentosas, como é o caso do neurofeedback, são totalmente naturais e não invasivas, indolores, sem contraindicações ou efeitos colaterais desconhecidos.

Já os psicoestimulantes, que aumentam os níveis de atividades motoras e cognitivas, são medicações em que as prescrições devem ser de forma cautelosa e de acordo com a resposta de cada paciente. Até onde se tem conhecimento, os efeitos colaterais conhecidos não são graves, mas, como já dito, há pacientes que não se adaptam à medicação ou não toleram os efeitos indesejáveis, o que dificulta o tratamento, além daqueles que apresentam quadros mais graves, necessitando de outras técnicas em que as melhoras sejam mais eficazes.

Treinar o cérebro com neurofeedback ajuda a resolver a raiz do problema sem medicamentos, o que é crucial para a saúde do paciente.

O neurofeedback é um tratamento que demanda dedicação e disciplina por ser um protocolo bem intensivo. O recomendável são entre 30 e 40 sessões. Não é possível fazer uma definição prévia sobre a quantidade de tempo total, pois varia muito de pessoa para pessoa e da gravide do quadro. Entretanto é um tratamento que garante efeitos duradouros. Deve ser administrado por profissional capacitado. Apenas o profissional que já atende o paciente, seja criança, adolescente, adulto ou idoso, é quem saberá o momento correto de aplicar o neurofeedback. Em crianças, o profissional pode aplicar logo que o grau de maturidade do cérebro já permita o controle voluntário sobre o comportamento.



Indicações:

• Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH);
• Transtorno do espectro do autismo (TEA);
• Ansiedade;
• Depressão;
• Dificuldades de concentração;
• Dificuldades de memória;
• Distúrbios de aprendizagem;
• Enxaqueca;
• Estresse;
• Fibromialgia;
• Hiperatividade;
• Insônia;
• Síndrome do pânico;
• Transtornos alimentares;
• Otimização da performance mental.


Dra. Regiane Souza Neves
- Psicoterapêuta
- Neuropsicopedagoga
- Neuropsicóloga
- Psicopedagoga
- Psicanalista
- Psicomotricista
- Orientadora Vocacional e Profissional
- Diagnóstico e intervenção para os problemas emocionais, cognitivos e sociais que interferem na aprendizagem e comportamento

  • Consultórios em Osasco, Alphaville e São Paulo. Atendimento com hora marcada para crianças, adolescentes, adultos e idosos. Não atendo convênios e não realizo atendimento on-line. Whatsapp 11 95973-6360. 
  • Consultas à partir de R$ 100,00 para crianças e adolescentes - R$ 120,00 para adultos e idosos.



Conheça o Alicerce (clique na imagem e acesse mais informações)

Mais de 20 mil pessoas já participaram das palestras da Dra. Regiane

Mais de 20 mil pessoas já participaram das palestras da Dra. Regiane
clique na imagem e acesse mais informações

Clique na imagem para conhecer o Centro de Estudos Avançados

Dra. Regiane na mídia (clique e acompanhe)