A forma mais segura de saber se a criança está com febre


Atenção mamães, papais e educadores!

A forma mais segura de saber se a criança está com febre é usando o termômetro para medir a temperatura, e não confiar em apenas colocar a mão na testa ou na nuca, por exemplo. O termômetro de mercúrio é o mais usado e deve ser colocado na axila e não na boca. 

Quando se usa o termômetro, deve-se considerar febre quando a temperatura na axila é de 37,8ºC. Já que a temperatura de 37,5ºC é facilmente atingida quando está muito calor ou a pessoa tem muitas camadas de roupa. Nem sempre é um sinal de infecção. Inflamação, medicamentos e até excesso de sol e de agasalhos podem dar febre. Ela é um mecanismo de defesa, em que o corpo eleva a temperatura para combater agressores.

Nos casos em que a temperatura estiver ou for superior a 37,8ºC é recomendado administrar um antitérmico e à partir de 39°C ir imediatamente ao pronto-socorro. No caso de acontecer na escola, é necessário entrar em contato com os responsáveis, mas caso não consiga deve verificar na ficha de saúde preenchida pelos responsáveis qual medicamento e a quantidade que a criança esta habituada a tomar, é importante saber que qualquer medicação apenas poderá ser administrada sob prescrição de um médico, após os cuidados necessários continuar medindo a temperatura e informar os responsáveis pelo ocorrido. Assim como medicamentos devem ser administrados sob orientação médica, não é recomendável dar banho na criança para baixar a temperatura, pois deve-se procurar orientação médica para isso também.

É extremamente necessário se preocupar com a temperatura no caso de febre alta, pois isso pode provocar convulsões ou colocar em risco a vida da criança ou adolescente.

No caso das escolas, sou totalmente à favor de termos uma lei que dispõe sobre a obrigatoriedade de enfermeiros nas unidades escolares para a prevenção e prestação de primeiros socorros e educação em saúde coletiva. Assim como, também, defende o COREN Conselho Regional de Enfermagem de SP no Parecer n°012/2013, que dispõe sobre atuação da enfermagem e administração de medicamentos em creches e escolas. Com certeza, este profissional tornaria as situações básicas emergenciais menos angustiantes tanto para alunos quanto para professores. 


Dra. Regiane Souza Neves - Tem 42 anos, é casada com o Jornalista Marcelo Neves há 20 anos, mãe de Bruno 18 anos e Allan 17 anos. É doutora e mestra em psicanálise; psicopedagoga e neuropsicopedagoga; psicomotricista; neuropsicóloga; orientadora vocacional; especialista em educação, inclusão, legislação educacional, saúde mental e políticas públicas. Técnica em magistério público e comunicação social. Atua há 25 anos na área da educação onde foi auxiliar de sala, professora, coordenadora e diretora, sendo que nesta última função permaneceu por 19 anos. Também atua há 10 anos na área de psicoterapia e análise comportamental e institucional. Está devidamente cadastrada no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, para atuar como Perita Judicial e Extrajudicial, nas suas áreas de conhecimento técnico-científico. Atualmente, coordena e ministra aulas em programas de pós-graduação e, além de atender clinicamente, também realiza consultoria educacional para várias instituições de ensino e órgãos públicos. Tem 11 livros publicados com 56 selos de recomendações de importantes instituições. Realiza palestras, treinamentos, cursos, workshops, seminários, colóquios, conferências, mesas redondas e congressos. Desde 2013, é mantenedora e diretora do CEADEH Centro de Estudos Avançados em Desenvolvimento Educacional e Humano. Foi presidente nacional da ABRAPEE Associação Brasileira de Profissionais e Especialistas em Educação, no período de 2013 à 2018. Dedica-se a causas sociais e se tornou Embaixadora no Brasil de uma campanha mundial, durante o período de 2015 à 2018. Recebeu 27 prêmios e homenagens nacionais e internacionais.

Imagem: Google

Mais de 20 mil pessoas já participaram das palestras da Dra. Regiane Souza Neves

Mais de 20 mil pessoas já participaram das palestras da Dra. Regiane Souza Neves
clique na imagem e acesse mais informações

Clique na imagem para conhecer o CEADEH

Agenda de final de ano:

Agenda de final de ano: